quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

García Márquez

'Então se dissiparam todas as dúvidas, e pôde fazer sem remorsos o que a razão lhe indicou com o mais decente: passou uma esponja sem lágrima por cima da lembrança de Florentino Ariza, apagou-o por completo, e no espaço que ele ocupava em sua memória, deixou que florescesse uma campina de papoulas.'
O amor nos tempos do cólera - Gabriel García Márquez

Nenhum comentário: