domingo, 17 de outubro de 2010

dezoito de outubro de dois mil e dez.

Rosa minha
-...floresceram comigo.
Pablo Neruda.
Sentei pra te escrever algo,
mas a inspiração não vinha.
Fiquei com medo que não
fosse incompetência minha
e sim que meu amor por ti
tivesse fraco, acabado.
Comecei então a lembrar-me
da tua voz e dos teu olhos,
coisas que tu falava-me
abraçando-me por trás.
De repente tudo veio
à tona e senti arrepios
meus pés gelaram e do
meu peito elas floresceram
vermelhas e cor-de-rosa
enrrolaram-se no meu
braço direito
e controlaram
meus movimentos
fazendo-me 
escrever teu 
nome inteirinho
na folha branca
d'um jeito novo
e inteiramente
meu.

Yádini Winter -
 ao meu amor Fabrízio Krapf e os nossos 4 anos de namoro dedico esta poesia.

3 comentários:

Fab disse...

ah dina, lindo, te amo ^^
minha resposta: http://fabkrapf.wordpress.com/

=)

bjoos

July disse...

Ah, quebonitinho :)

Ana Paula disse...

Que lindinho *-*