domingo, 22 de novembro de 2009

Im.

Meus 'im' para ti

Por mais que eu te queira para mim,
sei que nada poderá prender-te.
Então descanso meus sonhos assim
deitado no teu colo de cetim.

Deixe que te uses feito jasmim,
regue tua alma nua de sentimentos.
E que, naquele momento, caia a mim
Pétala sob pétala de teu corpo.

Querida, plante teu jardim pleno
de doçuras e desejos marfim,
para que ganhe cor final em mim.

E nesse amor, que há de crescer tudo,
cresça minha alma a fim de que voes
e possa, de cima, ver-te assim.

Yádini Winter
(primeiro possível soneto)

Nenhum comentário: