sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Ao amor da minha vida


Thierry Henry do Canto Winter dos Santos


Soneto de criação

Deus te fez numa fôrma pequenina
De uma argila bem doce e bem morena
Deu-te uns olhos minúsculos de china
Que parecem ter sempre um olhar de pena.

Banhou-te o corpo numa fonte fina
Entre os rubores de uma aurora amena
E por criar-te assim, leve e pequena
Soprou-te uma alma cálida e divina.

Tão formosa te fez, tão soberana
Que dar-te aos anjos por irmã queria
Mas ao plasmar-te a carne predileta

Deus, comovido, te criara humano
E para tua justa moradia
Atirou-te nos braços do poeta.

Vinicius de Moraes

4 comentários:

Giovana Orsi disse...

Eu tenho altos calafrios lendo Vicinius. Sempre, sempre, sempre que leio.
Que lindo Diny.
Um dia o Thi vai ler e vai ficar todo besta com a homenagem.
Fofinhos!
=*

Blu disse...

LINDO LINDO LINDO!

E FEZ UM GOLAÇO DE MÃO ESSA SEMANA! :D

Blu disse...

visita nós ae, Dinne!

http://fininhodavida.blogspot.com/

Junie Nunes de Souza disse...

Que amor, Yádini!