terça-feira, 23 de junho de 2009

Qualquer coisa

O vento faz as minhas pernas se mexerem,
junto com todo o meu espírito,
que se revolta e se solta.

Nada parece estar certo,
mas mesmo assim
eu continuo fazendo,
porque pode dar certo.

Junte todos os seu sonhos
e tranque-os n'uma caixa de papelão,
não temos mais tempo para realizá-los,
porque tudo parece estar tão errado?

Qualquer coisa que fazemos não importa,
porque são coisas qualquer,
nada tem motivo e explcação,
eu escrevo porque sinto,
não planejo nada dentro de mim,
é tudo tão verdadeiro
que ninguém mais acredita em mim.
Yádini Winter

5 comentários:

Vinne Caetano disse...

Tu não consegue fugir da influência do Russo?
Na terceira estrofe parece parte de "Os Anjos".

Vinne Caetano disse...

Olha meu blog ali do lado! *-*

Não sei a quanto tempo está ali, mas só vi agora!

Blu disse...

Dinne gatona!
Olha eu passando aqui depois de anos e anos...

Maneiríssimo o texto. Dê o uma passadinha lá no meu outro blog (http://www.fininhodavida.blogspot.com/) pra saber o que eu achei da nova Lei de Imprensa.

Um beijo, japa!

Greyce Vargas disse...

Dini

Teu blog é muito legal. uma iniciativa bacanérrima para quem está querendo alçar voos pelo jornalismo. Adorei!

Anônimo disse...

Obrigado por Blog intiresny