domingo, 26 de outubro de 2008

Carta para o namorado.




É difícil definir o que eu sinto por ti, não é algo plano, linear,
é uma mistura de infinitas coisas que me irritam e me acalmam,
não é algo passageiro, pois meu coração me lembra a todo instante
que eu te amo - como amigo e como amante.

Um filme passa na minha cabeça
-é impossível apagar coisas importantes-
e tu está em grande parte do filme.

Eu penso e repenso tento definir de algum modo que vá fazer diferença,
mas as palavras não são assim tão complexas, elas são simples,
diferente do meu sentimento por ti.

Eu sinto que nada é suficiente pra provar que eu te amo,
e o meu jeito de amar é assim mesmo,
é particular, meu e teu, não consigo expressar pro resto do mundo,
até porque ele não te nada a ver com isso;
as estrelas talvez saibam, já contei a elas, às vezes chorando e às vezes rindo.

Tu é o meu amigo, competidor; e como competimos!
Sei lá, mostrar um para o outro que somos bons o suficiente para estarmos juntos,
um ego, um vontade de conquistar, de se sentir valorizado,
e às vezes pra irritar- mas mesmo irritar é mostrar que gosta,
aquela coisa meio irmão, meio adolescente.

Eu me sinto tão bem quando to contigo,
me sinto protegida com o teu abraço,
me sinto feliz quando rolamos e nos enrrolamos,
me sinto parte de algo maior.

Tu e eu, eu e tu. Não consigo imaginar a vida sem isso.

Te amo, de novo e sempre.

2 anos ein? Bá, só eu pra aguentar.

Beijos.



( ganhei uma aliança! sem noção! Logo eu!)



- Amanhã é o meu aniversário!

3 comentários:

Jade disse...

que lindo :) E PARABÉNS DE NOVO! :DDD
:@

Giih Viana cαιllιñs disse...

Gamei, muito lindo... chorei-

Camilla disse...

Nhownnnn que bonitico!!