sexta-feira, 23 de maio de 2008

Mataram as cores!




Sem arco-íris, nem cheiros,

mataram as cores,

vermelho dizimado, amarelo escurraçado,

preto escravizado, marrom irrelevante,

todos jogados aos pés do dominador,

soberano e todos ao mesmo tempo,

branco, como borrracha apaga tudo.


Ao norte é onde se encontra

justiça, amor e perfeição,

aos esquecidos resta o sul,

com as cores apagadas, já gastas,

cansadas, apontadas, quebradas,

pequenas, inofensivas,

sem poder , sem vida, sem nada.



Ah, mas ainda virá o dia

em que o arco-íris se formará novamente

e nenhuma borracha vai poder apagá-lo.

6 comentários:

oneofthree disse...

“As mentes as mais puras e as mais pensativas são aquelas que amam a cor mais.”

oneofthree disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Camilla disse...

Eba, você voltou...
Já tava com saudades dos teus lindos textos!!

Beijoo

Boninha disse...

Ahh... que triste. :/

As cores têm que voltar, elas dão vida à vida :D

Mя. Kαzє disse...

O "dominador" tratá-se de quem ou o que exatamente? E o "norte"?

Eu sei! É horrível quando as pessoas não entendem o que dizemos. Mas algumas palavras podem ser interpretadas de maneiras tão diferentes que algumas vezes podem até resultar no total desvirtuamento da idéia passada pelo autor ou autora.

Curti teu texto!

Voyers disse...

Isso ia ficar lindo com a Adriana Calcanhoto.
auhsahuas

Beijos.