sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Enterro



Cavo fundo, negro buraco,
almas brancas saem de dentro, vão possuindo,
se deixando levar pelas luzes, os sons da vida,
deixa queimar, deixa fugir, deixa sangrar.

Vultos claros sobre a penugem,
gente pura em cima da nuvem,
girando e subindo no gelado,
caindo e afundando no eterno molhado.

Vão se fechando, estão lacrando,
selando expectativas passadas,
limpando a taça quebrada.

Sentindo o quente, o frio do verão,
chorando triste, segurando as mãos,queimando no eterno vão.

Yádini Winter

~*~



foto: A apresentação do Grupo Cemiterium na Feira do Livro foi fantástica, essa é uma foto do dia.

Nenhum comentário: