sábado, 29 de setembro de 2007

Suspiro



O seu cheiro ficou na minha pele,
se eternizou nas minhas veias,
chegando ao meu coração, dominando-o.


Os seus olhares e gestos atormentam a minha mente,
me levando a loucura de um dia só,
a eternidade de algumas horas; desperdiçadas.


Me aquecendo e me fazendo passar frio,
vinho quente e túmulo gélido,
me possuíndo por inteiro, dominando-me.


Rosto vermelho se escondendo entre os cabelos,
entre os movimentos e cheiros,
cheiro forte, inalante; luxúria.


Gelo quente derretendo sob meus pés,
sob minha vida e as melhores desculpas - esfarrapadas .

Senti suas mãos me abraçando e fazendo em mim um casulo,
me guardando para o dia seguinte; seguinte suspiro.

Yádini Winter
(talvez o meu sobrenome influencie nas minhas poesias e na minha paixão pelo frio)

3 comentários:

Glauco disse...

Lindo... só isso
*-*

Bruna (ei ei ei a bruna é gay :p ) disse...

Muuuito lindo, Dinyyyy #)
Parabéns viuuu!!! :}
Amei *.*

ahh...e a imagem é mtoo balaaa haueuaheuaheu... ;)

bjooo!!! ;**

Jade disse...

uhh, que belo!
ADOREIII o poema e a imagem!!
:DDD
;@@