quinta-feira, 20 de setembro de 2007

O Baile

Pétalas vermelhas caíam sob a mesa de jantar e os segundos passavam lentamente, como numa tortura. Cada pétala que caía entre os convidados parecia um infinito, um lento tango, que ia me possuindo e me hipnotizando cada instante de pensamento. Eram elas do mais puro vermelho, cor de vinho, cor de sangue; embriaguez. Seus caminhos eram mais longos e inimagináveis, e eles faziam de mim a sua escrava; uma escrava do tempo.

Os olhares desafiadores e invejosos não tiravam a minha atenção, eu já tinha caído num mar de melancolias outrora, e tinha prometido a mim mesmo que isso nunca mais iria acontecer novamente. Enquanto isso aqueles seres desagradáveis continuavam a cochichar um dos outros, no maior cinismo e hipocrisia, com seus leques franceses e seus vestidos longos e lascivos.

Quando caiu a última pétala, da rosa que estava eu a observar, virei-me e comecei a notar todas aquelas pessoas que ali estavam e dançavam feito bonecos nas cordas, controlados por um ser igualmente ruim, porém com maior poder que todos esses servos que me rodeavam. Levantei e fui-me-ei até o grande espelho, cheio de detalhes em ouro maciço, do salão principal; e isto significava atravessar todo aquele teatro que acontecia na saleta de música. Eram casais dançando loucamente com seus amantes ‘secretos’, prostitutas enganando velhos ricaços como seu amor de papel, e, não esquecendo, das belas virgens se oferecendo e fugindo com os jovens românticos para o jardim e os cantos das salas. A música continuava a tocar como num infinito de emoções e sons.

[to be continued] - Yádini Winter

3 comentários:

Fabrízio K. C. disse...

bem a tua cara

Fabrízio K. C. disse...

ops XD
bem a tua cara
"vermelho" cor de sangue, cor de raça, cor de colorado
tudo conspira como uma peça teatral, e tu é o centro das atenções
parecem vampiros, sugando o melhor d todos
não precisa nem descrever a roupa que já imagino perfeitamente qual o tipo q eles usam
bastante cartolas não?
xD

"to be continued"

depósito de Idéias disse...

Pronfundo.
Só vou comentar mesmo quando vier a continuação.

=*